domingo, 20 de agosto de 2017

PORTELA 2018 (Chave Azul - Obras classificadas)

 

O COMPOSITORES DA PORTELA BLOG 
Chave Azul - 20/08
- Obras classificadas -

1 - Wanderley Monteiro, Beto Fininho, Sergio Fonseca, Ciminelli e Gabriel Russo

2 - Gaúcho, Camarão Neto, Pirique Neto, Nando Gigante, Zequinha Costa, Lelê do Cavaco, Thiago Maciel, Fred Lima, Feiju e Piter. Participação especial: Sergio Pinto, Alan e Rubinho Motonio

3 - Jorge Nascimento, Marcos Glorioso, Edmílson Nunes, Max Blese, Tigre da Portela e Robertinho Sorriso

4 - Samir Trindade, Elson Ramires, Neizinho do Cavaco, Paulo Lopita 77, Beto Rocha, J. Sales e Girão

5 - Bita da Portela, Adilson Franco, Luizinho da Light, César do Cavaco, Chicão do Cavaco, Rafael Vieira, Jurandir 100% Samba, Pery Nogueira, Guaracy Lenda Viva e Carioca. Participação especial: César Antunes

6 - Beto Martins, Guilherme Baptista, Adilson Portelense, Luis Caffé, Beto Grillo, Cândido do Cavaco, Sérgio Pereira e Luiz Dias

7 - Joseth Rodrigues, Jurema Matos, Krysshow Portela, Wagner Escóssia, Alan Moura, Wander da Ilha, Wagner Mattar e Jorge Mendes

8 - Darcy Maravilha, Carlinhos Madureira, Phábbio Salvatt e Lucio Mariano. Participação especial: Paulo Formigão e Nego

9 - Claudinho Menezes, Fábio Simões, Luiz Barbudo, Sergio da Boina e Victor do Chapéu

10 - Edson Batista

Zeca Pagodinho (Zeca, Deixa o samba me levar - Bibliografia)

 

Monarco (Espaço Laduma)

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, texto

PORTELA 2018 (Samir e cia - Chamada)

A imagem pode conter: texto

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

PORTELA 2018 (Wanderley Monteiro e cia - Concorrente)


PORTELA 2018

Compositores: Wanderley Monteiro, Beto Fininho, Sergio Fonseca, Ciminelli e Gabriel Russo.
Intérpretes: Rogerinho e Hudson.

De lá pra cá, de cá pra lá
Meu repente, dirrepente,
Desaguou noutro lugar
Deu um branco e azul na gente
Meio céu e meio mar
Numa leva de imigrantes

Vento e vela pra queimar... Ô ô ô
Transformou o que era antes
No que a gente vai contar

Pernambuco acolheu
Com a doçura de seu chão
A esperança do Europeu
Que fugiu da inquisição
Veio Portugal de novo
E espalhou todo esse povo

Pra Holanda, pro Caribe
Para Nova Amsterdã
Nunca mais Capiberibe
Meu amor, até amanhã

Com a vida por um fio de tanta espada pirata
Rumo ao norte de navio
Que nos valha o ouro e a prata
Batizada por Inglês, Nova Iorque enfim cresceu
Sua fama então se fez e aí deu no que deu
Até que um belo souvenir recebeu lá de Paris
Garantindo o ir e vir do que é livre no Universo
Monumento tão divino
Que guardou tanto destino
Tendo ao pé um pé de verso
Com sotaque nordestino

Não há muros pra cantar fraternidade 
A Portela faz a sua parte
23 judeus atrás de felicidade 
Cada um uma estrela pra botar no estandarte

Surica (Imperator)

Wanderley Monteiro e cia (Chamada)

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Candeia (Homenagem)

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, texto

Elton Medeiros (Homenagem - São Paulo)